Planeta Global

Terça-Feira, 19 de Setembro de 2017

NAÇÕES DE LÍNGUA PORTUGUESA NO MUNDO

COMUNIDADE DOS PAÍSES DE LÍNGUA PORTUGUESA

LUANDA 2010 LUANDA 2010 LISBOA 2008 LISBOA 2008 BISSAU 2006 BISSAU 2006 SÃO TOMÉ 2004 SÃO TOMÉ 2004 BRASÍLIA 2002 BRASÍLIA 2002 MAPUTO 2000 MAPUTO 2000 PRAIA 1998 PRAIA 1998 LISBOA 1996 LISBOA 1996

MUSEU DA LÍNGUA PORTUGUESA (SÃO PAULO-BR)

MANDATÁRIOS DE PAÍSES CPLP

José Socrates - Portugal José Socrates - Portugal Dilma Rousseff - Brasil Dilma Rousseff - Brasil Jose Maria Neves - Cabo Verde Jose Maria Neves - Cabo Verde José Ramos Horta - Timor-Leste José Ramos Horta - Timor-Leste Kay Rala Xanana Gusmão - Timor-Leste Kay Rala Xanana Gusmão - Timor-Leste São Tomé e Príncipe - Manuel Pinto da Costa São Tomé e Príncipe - Manuel Pinto da Costa Angola - José Eduardo dos Santos Angola - José Eduardo dos Santos Moçambique - Armando Emílio Guebuza Moçambique - Armando Emílio Guebuza

RELAÇÕES ENTRE MEMBROS DA CPLP

PRESIDENTA DILMA EM PORTUGAL PRESIDENTA DILMA EM PORTUGAL

A Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (UNILAB), a mais nova instituição federal de ensino superior criada no país, localizada no Ceará, começou a funcionar em maio de 2011. Para alunos brasileiros e de países de língua portuguesa, tem novos cursos de administração pública, agronomia, enfermagem e engenharia de energias, além de suas licenciaturas em matemática e ciências da natureza.

PAÍSES MEMBROS DA CPLP

ANGOLA ANGOLA
MOÇAMBIQUE MOÇAMBIQUE
CABO VERDE CABO VERDE
GUINÉ BISSAU GUINÉ BISSAU Abril 2014: eleição pacífica após golpe de 2012 Abril 2014: eleição pacífica após golpe de 2012

O Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, nomeou o ex-presidente do Timor-Leste, José Ramos-Horta, como o seu novo Representante Especial em Guiné-Bissau e o Chefe do Escritório Integrado das Nações Unidas para a Consolidação da Paz no país (UNIOGBIS). Ramos-Horta irá substituir Joseph Mutaboba, de Ruanda, que finalizou sua missão em 31 de janeiro de 2013.

O novo Representante-Especial em Guiné-Bissau tem mais de três décadas de uma carreira diplomática e política a serviço da paz e da estabilidade no Timor-Leste e em outras regiões. Trabalhando em estreita colaboração com a Administração Transitória das Nações Unidas no Timor-Leste (UNTAET), Ramos-Horta ajudou a trazer eleições parlamentares e presidenciais pacíficas no país em 2001 e 2002, respectivamente.

Como Presidente da nação asiática, de 2007 a 2012, contribuiu para curar as feridas e estabilizar a situação após a crise de 2006. Ramos-Horta também serviu seu país como Ministro de Relações Exteriores de 2001 a 2006 e como Primeiro-Ministro de 2006 a 2007.

Em 13/12/2012, o Conselho de Segurança da ONU expressa “séria preocupação” com a falta de progresso na restauração da ordem constitucional do país da costa ocidental da África. Os 15 membros do Conselho observaram que a estabilização só pode ser alcançada através de um processo de transição consensual, abrangente e nacional, com base no diálogo genuíno e eficaz supervisão civil sobre os militares.

Guiné-Bissau tem um grave histórico tumultuado de golpes de Estado, instabilidade política e desgoverno desde sua plena independência de Portugal, em 1974. No dia 12 de abril de 2012, militares tomaram o poder 10 dias antes do segundo turno das eleições presidenciais.

TIMOR LESTE TIMOR LESTE Taur Matan Ruak Taur Matan Ruak

A Missão Integrada das Nações Unidas no Timor-Leste (UNMIT) encerrou em 31/12/2012 as suas operações no Timor-Leste, em linha com o término de seu mandato e em meio a progressos significativos no estabelecimento da paz e da segurança no país.

“O povo timorense e os seus líderes têm demonstrado coragem e determinação inabalável para superar grandes desafios. Embora ainda tenha muito trabalho pela frente, este é um momento histórico no reconhecimento do progresso já alcançado”, disse o Chefe da UNMIT, Finn Reske-Nielsen. O Brasil integrou a Missão com pessoal militar e civil e possui mais de uma dezena de projetos de cooperação no país.

Ele elogiou os progressos feitos no país desde 1999, quando visitou pela primeira vez o local que estava devastado por combates e agitação política. O funcionário da ONU observou que apesar do progresso os desafios permanecem, e mesmo com a saída da UNMIT, a comunidade internacional continuará sua parceria com a nação asiática. “Enquanto os soldados partem, aguardamos nova fase no relacionamento, com foco no desenvolvimento social e econômico”.

A nação do sudeste asiático tem sofrido uma longa e muitas vezes violenta jornada para sua independência e democracia, desde que se separou da Indonésia em 2002 e de quando apareceu pela primeira vez na agenda da ONU, há 37 anos. A UNMIT foi estabelecida em 2006 pelo Conselho de Segurança na sequência de outro surto de violência no país e substituiu antigas missões de paz no local. A UNMIT promoveu a aplicação da lei e segurança pública até que a polícia nacional de Timor-Leste pudesse ser reconstituída e retomasse seu papel.

Desde então o país progrediu no caminho da democracia. Em 2012, comemorou 10º aniversário da sua independência, elegeu um novo presidente e realizou eleições parlamentares, que foram em grande parte pacíficas e promovidas de uma forma ordenada, o que levou à retirada esperada e definitiva da UNMIT. Em visita ao país em agosto, o Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, saudou o povo timorense pelos avanços conquistados desde a independência.

SÃO TOMÉ E PRINCIPE SÃO TOMÉ E PRINCIPE
PORTUGAL PORTUGAL
BRASIL BRASIL
A língua portuguesa é o quinto idioma mais usado na Internet A língua portuguesa é o quinto idioma mais usado na Internet