Planeta Global

Sábado, 20 de Julho de 2019

Dia do Missólogo Brasileiro

Fiquei feliz e lisonjeado pois me considero um missólogo e um "guardião da história" dos concursos de beleza com o blog. Compartilho com vocês o texto que explica a criação deste dia e uma entrevista sobre o assunto com o jornalista Roberto Macedo, o maior missólogo do Brasil.

 

Daslan Melo Lima      

                     

          Há dias consagrados para tudo, ou quase tudo, no Brasil e no mundo: Dia do Amigo, Dia do Soldado, Dia do Gari, Dia do Professor, Dia da Mentira, etc. Eu nunca ouvi falar no Dia do Missólogo. E tenho certeza absoluta que você também nunca ouviu, pois não existe. Pelo menos não existia até esta edição de PASSARELA CULTURAL. A partir de agora, ouso criar um dia para celebrar nossa paixão pelas Misses, paixão que também é sua, prezado leitor, prezada leitora, da SESSÃO NOSTALGIA: 25 de Agosto. 

 

Para responder à pergunta, precisarei focalizar a figura de Luiz Leopoldo Brício de Abreu, ou simplesmente Brício de Abreu, jornalista, poeta, crítico teatral, escritor e dramaturgo nascido no Rio Grande do Sul, em 25 de agosto de 1903, e falecido no Rio de Janeiro, em 16 de fevereiro de 1970.  Foi ele a personalidade que me inspirou a criar o Dia do Missólogo Brasileiro. Abaixo, um pouco da sua trajetória profissional extraída da Wikipédia.

 

Com o poeta Álvaro Moreyra (1888-1964), também gaúcho, Brício de Abreu criou Dom Casmurro, a mais importante revista literária da época. Apesar das dificuldades, chegou a vender 50 mil exemplares semanalmente, número surpreendente para o Brasil daquela época, um país com 30 milhões de habitantes e altíssimos índices de analfabetismo. Posteriormente, ainda nos anos 1940, Brício dirigiu também a Comoedia, revista mensal de teatro, música, cinema e rádio.

   

      Ao longo de sua vida, constituiu um vasto acervo de documentos e material fotográfico referente a artistas que participaram ativamente da vida musical brasileira.  A Coleção Brício de Abreu veio a constituir a maior parte dos documentos digitalizados pelo Cedoc - Centro de Documentação e Informação em Arte da Funarte, que visa a preservação da história da música, sobretudo da música popular. Outra grande parte da coleção encontra-se na Biblioteca Nacional do Rio de Janeiro. Casou-se duas vezes: primeiro com Maria Desmurs (carece de fontes] e, depois, com Odette Veiga, sua companheira nos últimos trinta anos de sua vida.

 

     Brício de Abreu trabalhou na organização de concursos de beleza, em Paris, de 1929 a 1935, e, anos depois, no Rio de Janeiro. Algumas de suas obras: “Por Experiência", teatro, 1919”; “Evangelho da Ternura”, poesia, 1921; “ A mais forte”, romance, 1922; “Uma Lágrima de Amor”, teatro, 1922; “ A Eterna Comédia”, teatro, 1924. “Eleonora Duse no Rio de Janeiro”, crítica, teoria e história literárias, 1958. “Esses Populares tão Desconhecidos”, teatro, 1963.

 

Brício de Abreu e as Misses

 

      Em reportagem da revista O Cruzeiro, Ano XXXVII, Nº 33, de 22/05/1965, Brício  de Abreu contou que organizou com Maurice De Waleffe (1874-1946) concursos de beleza em Paris, de 1929 a 1935, e anos depois no Rio de Janeiro.  Em 1930, coordenou o certame que teria seu final no Rio de Janeiro, para o Concurso Internacional da Beleza (Miss Universo) daquele ano.

 

Em 1932, ao lado de jornalistas brasileiros que trabalhavam em Paris, elegeu, entre onze moças brasileiras residentes na capital francesa, a Miss Brasil 1932, Yeda Telles de Meneses, filha da célebre cantora Julietta Teles de Meneses. 

Além de organizar com muito zelo concursos de beleza no Brasil e no exterior, Brício de Abreu amava e tinha paixão pelo mundo Miss.

CONCURSOS DE BELEZA E LEIS DA FÍSICA

Quando dois corpos não podem ocupar o mesmo espaço. Tenho lido algumas mensagens de candidatas ao título de Miss Brasil Be Emotion nas quais elas exaltam a experiência, mas de uma forma sútil ou bem clara, reclamam do resultado, principalmente aquelas que não se classificaram ou que pararam no Top 15 ou no Top 10. Isso também acontece no Miss Brasil Mundo, no Mister Brasil, provavelmente em todos os concursos de beleza do planeta. As pessoas querem vencer, o que é natural, mas poucas têm a maturidade (o que é compreensível até mesmo por serem jovens) de aceitar plenamente uma classificação abaixo da esperada. Lê-se muito frases do tipo, “todas eram maravilhosas e mereciam ganhar” em contraste com “não entendo porque insistem em barrar o meu estado”, ou “sei que fiz tudo correto, vai entender cabeça de jurado”. Não seria um contassenso? Se “todas mereciam”, porque então a sua classificação foi “injusta”? A verdade é que a candidata ou o candidato não consegue (ou não deseja) enxergar que uma famosa lei de física explica tudo isso: “Dois corpos não podem ocupar o mesmo lugar ao mesmo tempo”, ou seja, no caso do Miss Brasil Be Emotion, se são 15 vagas, 12 devem ficar de fora. Quando são 10, 17 terão sido eliminadas, e na hora de coroar uma cabeça, 26 não terão este privilégio. Ninguém gosta de perder. Como diretor de concurso, eu poderia sofrer com isso inúmeras vezes. E já sofri muito, já reclamei, sei me colocar no lugar. Mas fui aprendendo com o tempo. Se formos capazes de usar a inteligência emocional e a razão, o correto é apreciar a experiência, a JORNADA. Sempre digo isso a qualquer miss ou mister que vai para um internacional ou que participa do nosso concurso. E não é da boca para fora. Pense antes de se expressar em redes sociais. É claro que seus fãs, amigos e familiares irão te dar razão e “por lenha na fogueira”. Mas a verdade é que ninguém é tão bom que merece mais que todos os demais. Em concursos justos, tenha certeza, nada é pessoal. Ainda mais em um universo tão subjetivo quanto é o da beleza.


Anuncio a mais nova série que o Miss Sem Censura traz para voces : Miss Brasil Decada de 2010. Será um concurso virtual, feito aqui no grupo e contará com as candidatas oficiais do Miss Brasil Universo ao longo da decada de 2010, ou seja, de 2010 a 2019. Serão 27 seletivas estaduais, com as 10 candidatas oficiais que representaram cada estado no MB de cada respectivo ano. ao final teremos as 27 melhores candidatas da decada, representando cada estado e que irão disputar o Miss Brasil Decada de 2010. Voce missologo será o responsavel por eleger a melhor da decada de cada estado, a cada dia será disponibilizada uma seletiva estadual em ordem alfabetica e voces terão 24 horas para votar na candidata favorita. Quanto tivermos as 27 escolhidas, um corpo de jurados será formado e seguiremos o concurso no padrão MBU ( Apresentacao da candidata, Top 15, Traje de banho, TOP 10, Traje de Noite, TOP 5 e Coroação ). As seletivas serão feitas por foto, ja o concurso final será em video, uma vez que, temos bastante material na internet dessa decada. As etapas finais do concurso serão transmitidas ao vivo por link do youtube, com direito a chat ao vivo para comentarios. Espero que gostem e acompanhem essa serie maravilhosa que será feita com muito carinho.