Planeta Global

Sábado, 20 de Julho de 2019

A principal metrópole brasileira é o mais importante pólo comercial, financeiro e industrial de toda a América Latina, uma das 3 maiores cidades do mundo. A cada ano, 8 milhões de turistas vão para a capital paulista, cosmopolita e 24 horas no ar. Com os 11 milhões de habitantes, distribuídos em 1.523 km2, ela recebe 45 mil estrangeiros por ano, que vem participar de feiras ou congressos com 90 mil eventos de dimensão global, nas áreas econômica, industrial, científica, cultural e esportiva.

Três dos clubes mais fortes do Brasil são de São Paulo: os velhos rivais Corinthians, Palmeiras e São Paulo, que juntos já possuem 14 títulos do Campeonato Brasileiro. Outros clubes tradicionais, como a Portuguesa de Desportos e o Juventus, completam o competitivo cenário futebolístico da metrópole. O Santos, da cidade com mesmo nome, é o outro grande clube do Estado. Bicampeão mundial de clubes, em 1962 e 1963, teve um dos maiores times de todos os tempos e com o Pelé.

Dos maiores clubes da cidade de São Paulo, o único que não possuía um estádio particular com o tamanho e infraestrutura suficientes para abrigar seus jogos era justamente aquele de torcida mais numerosa: é o Sport Club Corinthians Paulista. Pois o antigo sonho da nação corintiana convergiu com a realização da Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014 e o resultado foi a construção da Arena de São Paulo, no bairro de Itaquera na Zona Leste da cidade, um tradicional reduto de corintianos.

O projeto de construção do novo estádio, prevê o fomento à Zona Leste, região da capital paulista carente de recursos, onde já vivem quase 4 milhões de pessoas. No total, cerca de 6000 pessoas devem ser empregadas ao longo do período de construção. A Arena de São Paulo foi a escolhida para receber a partida de abertura da Copa do Mundo de 2014, na quinta-feira 12 de junho às 17h, entre o Brasil e a Croácia, abrigando também outros 5 jogos, entre os quais uma das 2 semifinais.

Em 19 de junho, 4ª feira, às 17h, o Uruguai enfrenta a Inglaterra, campeã de 1966. O próximo jogo é em 23 de junho, 2ª feira, às 13h, entre Holanda e Chile, pelo Grupo B. Depois Grupo H, a Bélgica enfrenta a Coréia do Sul, em 26 de junho, 5ª feira, às 17h. São Paulo sedia também a disputa entre o 1º colocado do Grupo F e o 2º do Grupo E já pelas oitavas de final dia 1º de julho, 3ª feira às 13h. Para despedir uma semifinal, em 9 de julho (4ª feira-17h), no município que é a locomotiva do país.

A Cidade Maravilhosa, sede oficial da Olimpíada em 2016, encanta com belezas naturais e praias: Ipanema, Copacabana, Grumari, Prainha, Arpoador, Barra da Tijuca, Recreio, Leblon ou Joatinga, entre outras; algumas com a Mata Atlântica como seu fundo, várias de ondas fortes e areias claras. Em todas vistas inesquecíveis: Pão de Açúcar, Corcovado, morro da Urca e florestas. Os principais eventos do calendário são Festa de Ano Novo na Praia Copacabana e Carnaval no Sambódromo.

Os 4 grandes clubes da Cidade Maravilhosa já são como religiões ou seitas: Botafogo, Flamengo, Fluminense e Vasco. Só o Flamengo diz somar 30 milhões de seguidores. O Engenhão é o estádio construído para os Jogos Pan-Americanos de 2007 e será utilizado nos Jogos Olímpicos de 2016: é hoje a casa do Botafogo. O Vasco é proprietário de São Januário, estádio de porte médio que foi inaugurado na década de 1920 e que era o maior estádio do Brasil até a construção do Maracanã.

Construído para a Copa do Mundo de 1950 e o palco da final entre Brasil e Uruguai, fato marcante na história do torneio, o Estádio Jornalista Mário Filho, no Rio de Janeiro, reassume a condição de protagonista no Brasil 2014. Esse estádio que abrigará o maior número de partidas da competição, terá 7 confrontos no total; além disso, o Maracanã receberá lá a grande decisão no dia 13 de julho. De cara nova agora, chegou a receber 200 mil torcedores e era conhecido como Maior do Mundo.

Ele tem uma capacidade para 76.935 espectadores e continua sendo o maior do Brasil. Com a sua concepção original respeitada, o projeto de reforma incluiu a demolição total do anel inferior para a construção de nova arquibancada, maximização das rampas monumentais e substituição de todos os assentos, além de nova cobertura. A fachada já tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, ficou intacta. Recebe maior jogo da Copa: a grande final no dia 13 de julho, 16h.

O primeiro jogo no Rio será no dia 15 de junho, domingo, às 19h, pelo Grupo F entre a Argentina e Bósnia-Herzegovina. Pelo Grupo B, a Espanha entra no Maracanã no dia 18 de junho, quarta-feira, às 16h contra o Chile. Também pela fase dos grupos, a Bélgica enfrenta a Rússia em 22 de junho, domingo às 13h. Três dias depois, na quarta-feira 25 de junho pelo Grupo E, França e Equador se enfrentam às 17h. Depois outras importantes partidas do Mundial, pelas oitavas e quartas de final. 

Hoje BH é conhecida internacionalmente pelos seus conjuntos arquitetônicos e a atividade turística está ligada também ao segmento de feiras ou eventos. Além da culinária que é um capítulo a parte tem muitos outros atrativos, ao lado do turismo de negócios. Com as maravilhas naturais da Serra do Curral, Belo Horizonte com pouco mais de 2,5 milhões de habitantes, já possui inúmeras razões para ser apontada como umas das metrópoles latino-americanas, com a melhor qualidade de vida.

A capital de Minas Gerais, tem 2 famosos times do futebol brasileiro: o Clube Atlético Mineiro, cujo mascote é um galo; e o Cruzeiro Esporte Clube, representado por uma raposa. O América Futebol Clube ou Coelho, teve momentos de glória no passado. A coleção de títulos do Cruzeiro abrange o Brasileiro de 2003, 4 Copas do Brasil e 2 Libertadores (1976 e 1997). O Atlético Mineiro, ganhou o primeiro Campeonato Brasileiro em 1971 e foi o campeão da Taça Libertadores da América (2013).

O palco principal dos duelos entre Atlético e Cruzeiro e grandes jogos realizados em Minas Gerais, é o Estádio Governador Magalhães Pinto, conhecido como “Mineirão”. Um dos templos do futebol brasileiro, a arena com capacidade para 66.805 espectadores, vai estar completamente reformada para receber 6 jogos da Copa do Mundo de 2014, incluindo uma semifinal. Localizado no bairro da Pampulha e inaugurado em 5 de dezembro de 1965, o belo estádio pertence ao governo estadual.

A atmosfera e empolgação no Estádio em dias de jogo do “Galo” e da “Raposa” são contagiantes, assim como quando a Seleção joga nele, inclusive em 2 edições recentes do superclássico Brasil e Argentina (em 2004 e 2008, pelas eliminatórias para as Copas do Mundo). A modernização inclui o rebaixamento do campo, melhoria na acessibilidade e diversos outros quesitos sempre guiados por princípios de sustentabilidade, como a reutilização da água de chuva com grande armazenamento.

A 1ª partida da Arena Mineirão no Mundial é em 14 de junho (sábado), às 13h, entre a Colômbia e Grécia, pelo Grupo C. O 2º jogo, entre Bélgica e Argélia, é válido pelo Grupo H, em 17 de junho, às 13h. Depois a Argentina enfrenta o Irã, pelo Grupo F, às 13h de 21 de junho  (sábado). Ainda na 1ª fase, em 24 de junho (3ª feira) às 13h, Costa Rica e Inglaterra pelo Grupo D. Pelas oitavas de final, o 1º do Grupo do Brasil e o 2º do Grupo B. Por fim a semifinal lá é no dia 8 de julho, 3ª feira às 17h.

Brasília é “Patrimônio Histórico e Cultural da Humanidade”, desde 1987. Típica cidade cosmopolita, tem 90 embaixadas e uma das características mais marcantes, são largas avenidas que envolvem prédios públicos e se espalham pelas asas norte e sul, que por sua vez são divididas nas famosas superquadras, cada uma contendo diversos edifícios. No extremo leste do plano piloto a Praça dos Três Poderes. Ela tem sido palco de manifestações políticas, shows de rock e festivais de cinema.

O Distrito Federal é a casa de 2 clubes que tiveram sucesso recente na elite do futebol brasileiro: a Sociedade Esportiva do Gama; e o Brasiliense Futebol Clube, que levou vice-campeonato da Copa do Brasil em 2002. Além do antigo Estádio Mané Garrincha, que dá lugar ao novo Estádio Nacional de Brasília, a cidade tem 2 outros estádios: o Serejão (casa do Brasiliense) e o Bezerrão reformado e reinaugurado em 2008. A nova arena para 2014, tem capacidade para mais de 70 mil torcedores.

No lugar do extinto estádio Mané Garrincha, praticamente demolido, surge uma arena que contará com uma nova fachada, com cobertura em estrutura metálica, novas arquibancadas e um gramado rebaixado para permitir uma visão completa do jogo. Com o projeto de construção ecologicamente correto, voltada à emissão zero de carbono, à reciclagem e ao acesso total por meio do transporte público, veio consolidando a capital federal como referência mundial em planejamento sustentável.

Tudo isto deixando um legado importante para outros setores da economia local. Com previsão de entrega para o final deste ano, o Estádio Nacional de Brasília foi aprovado para receber a abertura da Copa das Confederações da FIFA 2013, além de outras 7 partidas da Copa do Mundo de 2014, incluindo uma de quarta de final. Seguindo padrões de uma das cidades mais modernas do mundo em termos de arquitetura, após o Mundial a arena será usada para shows ou espetáculos culturais.

O 1º jogo é entre Suíça e Equador pelo grupo E, 15 de junho (domingo) às 13h. O 2º pelo Grupo C, tem Colômbia e Costa do Marfim em 19 de junho (5ª feira), às 13h. No dia 23 de junho (2ª feira), às 17h, com Brasil contra Camarões. Ainda na 1ª fase Portugal e Gana pelo Grupo D, em 26 de junho (5ª feira), às 13h. Pelas oitavas, dia 30 de junho (2ª feira), às 13 horas, 1º do Grupo E e 2º do F. O das quartas de final é 5 de julho (sábado) às 13h e a disputa do 3º lugar 12 de julho (sábado, 17h).